Arquivo da categoria: Notícias & Comentários

Página 1 de 1.21212345...102030...Última »

Inflação oficial varia 0,15% em dezembro e fecha 2018 em 3,75%

inflacao 11_01_19

.

A inflação oficial de 2018 foi de 3,75%, acima dos 2,95% de 2017, mas dentro da meta do governo. Para 2019, economistas consultados pelo Banco Central estimam inflação de 4,01%.

 

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do Brasil, de dezembro foi de 0,15%, ficando acima dos -0,21% de novembro. Essa foi a menor variação para um mês de dezembro desde o início do Plano Real, em 1994. Em dezembro de 2017, o índice tinha sido de 0,44%. O IPCA acumulado em 2018 ficou em 3,75%, 0,80 ponto percentual acima dos 2,95% registrados em 2017.

 

O resultado, divulgado nesta sexta-feira (11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), veio dentro do esperado pelo mercado e cumpriu com folga a meta de inflação perseguida pelo Banco Central e dentro do intervalo de tolerância previsto pelo sistema, que era entre 3% e 6%.

 

 

Período TAXA
Dezembro de 2018 0,15%
Novembro de 2018 -0,21%
Dezembro de 2017 0,44%
Acumulado em 2018 3,75%

Após a queda de 0,21% em novembro, o IPCA registrou variação de 0,15% em dezembro, sob influência, principalmente, do grupo Alimentação e bebidas (0,44%). Por outro lado, os grupos Transportes (-0,54%) e Habitação (-0,15%) vieram com deflação.

 

IPCA – Variação e Impacto por grupos – mensal
Grupo Variação (%) Impacto (p.p.)
Novembro Dezembro Novembro Dezembro
Índice Geral -0,21 0,15 -0,21 0,15
Alimentação e Bebidas 0,39 0,44 0,10 0,11
Habitação -0,71 -0,15 -0,11 -0,02
Artigos de Residência 0,48 0,57 0,02 0,02
Vestuário -0,43 1,14 -0,03 0,06
Transportes -0,74 -0,54 -0,14 -0,10
Saúde e Cuidados Pessoais -0,71 0,32 -0,09 0,04
Despesas Pessoais 0,36 0,29 0,04 0,03
Educação 0,04 0,21 0,00 0,01
Comunicação -0,07 0,01 0,00 0,00
Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Índices de Preços

 

O grupo dos alimentos teve aumento nos preços de novembro (0,39%) para dezembro (0,44%), gerando o maior impacto no índice.

.

IPCA acumula variação de 3,75% em 2018

O IPCA encerrou o ano de 2018 com 3,75% de variação, 0,80 p.p. acima dos 2,95% registrados em 2017.

 

O índice de 2018 foi influenciado, especialmente, pelas despesas com produtos e serviços dos grupos Habitação, com alta de 4,72% e impacto de 0,74 p.p., Transportes, com alta de 4,19% e 0,76 p.p. e Alimentação e Bebidas, com alta de 4,04% e 0,99 p.p.. Juntos, estes três grupos somam 2,49 p.p., responsáveis por 66% do IPCA. A tabela a seguir mostra os resultados de todos os grupos de produtos e serviços.

 

IPCA – Variação acumulada e impacto por grupos – 2018 e 2017
Grupo Variação (%) Impacto (p.p.)
2017 2018 2017 2018
Índice Geral 2,95 3,75 2,95 3,75
Alimentação e Bebidas -1,87 4,04 -0,48 0,99
Habitação 6,26 4,72 0,95 0,74
Artigos de Residência -1,48 3,74 -0,06 0,15
Vestuário 2,88 0,61 0,17 0,04
Transportes 4,10 4,19 0,74 0,76
Saúde e Cuidados Pessoais 6,52 3,95 0,76 0,48
Despesas Pessoais 4,39 2,98 0,47 0,33
Educação 7,11 5,32 0,33 0,26
Comunicação 1,76 -0,09 0,07 0,00

 

As maiores altas registradas no grupo dos Alimentos em 2018 foram as seguintes:

IPCA – Alimentação – Principais altas em 2018
Item 2017 2018
Variação (%) Variação (%) Impacto (p.p.)
Tomate -4,23 71,76 0,13
Frutas -16,52 14,10 0,13
Refeição fora 3,91 2,38 0,12
Lanche fora 3,81 4,35 0,09
Leite longa vida -8,44 8,43 0,07
Pão francês 1,24 6,46 0,07
Carnes -2,50 2,25 0,06
Batata-inglesa -3,91 23,76 0,04
Cebola -0,72 36,71 0,04
Arroz -10,86 5,31 0,03
Macarrão -2,90 10,53 0,03
Cerveja fora 4,35 3,71 0,03
Hortaliças 0,88 10,79 0,02
Frango em pedaços -5,13 6,44 0,02
Queijo -2,61 4,17 0,02
Refrigerante 2,97 2,66 0,02
Frango inteiro -8,67 4,08 0,02
Refrigerante fora 2,00 4,70 0,02
Farinha de trigo -11,53 18,10 0,01
Iogurte 0,37 5,56 0,01
Doces 4,67 4,27 0,01
Pescado 2,67 2,94 0,01
Leite em pó -9,56 4,10 0,01
Feijão-carioca -46,06 4,55 0,01
Cafezinho 2,56 8,64 0,01
Margarina 3,02 3,97 0,01
Cenoura 18,24 12,59 0,01
Enlatados 2,98 3,43 0,01

 

Já as principais quedas nesse grupo foram:

IPCA – Alimentação – Principais quedas em 2018
Item 2017 2018
Variação (%) Variação (%) Impacto (p.p.)
Café moído 6,59 -8,22 -0,03
Farinha de mandioca -3,93 -13,26 -0,02
Açúcar cristal -22,32 -6,36 -0,02
Alho -22,50 -10,81 -0,01
Ovos 2,94 -4,03 -0,01
Açúcar refinado -18,21 -5,93 -0,01
Feijão-fradinho -32,42 -16,73 -0,01
Sorvete -4,45 -4,07 -0,01

 

O IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980, se refere às famílias com rendimento monetário de um a 40 salários mínimos, qualquer que seja a fonte, e abrange 10 regiões metropolitanas, além dos municípios de Aracaju, Brasília, Campo Grande, Goiânia, Rio Branco e São Luís. Para cálculo do índice do mês, foram comparados os preços coletados no período de 29 de novembro a 28 de dezembro de 2018 (referência) com os preços vigentes no período de 27 de outubro a 28 de novembro de 2018 (base).

 

INPC varia 0,14% em dezembro e fecha 2018 em 3,43%

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor – INPC apresentou variação de 0,14% em dezembro, acima dos -0,25% de novembro. Ao lado de dezembro de 2016, é a menor variação para o mês desde o início do Plano Real. O índice fechou 2018 acumulado em 3,43%, acima dos 2,07% de 2017. Em dezembro de 2017, o INPC tinha registrado 0,26%.

 

O INPC é calculado pelo IBGE desde 1979, se refere às famílias com rendimento monetário de 01 a 05 salários mínimos, sendo o chefe assalariado, e abrange dez regiões metropolitanas do país, além dos municípios de Aracaju, Brasília, Campo Grande, Goiânia, Rio Branco e São Luís. Para cálculo do índice do mês foram comparados os preços coletados no período de 29 de novembro a 28 de dezembro de 2018 (referência) com os preços vigentes no período de 27 de outubro a 28 de novembro de 2018 (base).

Publicado em Notícias & Comentários | Deixar um comentário