Em dezembro, inflação oficial, o IPCA, sobe 1,35% e fecha 2020 em 4,52% maior alta desde 2016

<

inflação oficial 12_01_21O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do Brasil, de dezembro subiu 1,35%, 0,46 ponto percentual (p. p.) acima dos 0,89% de novembro.

 

Essa é a maior variação mensal desde fevereiro de 2003 (1,57%) e o maior índice para um mês de dezembro desde 2002 (2,10%). Em dezembro de 2019, a variação havia sido de 1,15%. O grupo Habitação teve o maior impacto (0,45 p. p.) e variação (2,88%) no mês.

 

Período Taxa
Dezembro 2020 1,35%
Novembro 2020 0,89%
Dezembro 2019 1,15%
Acumulado do Ano / em 12 meses 4,52%

No ano, o IPCA acumula alta de 4,52%, 0,21 p. p. acima dos 4,31% registrados em 2019. Essa é a maior taxa acumulada no ano desde dezembro de 2016 (6,29%).

 

Entre os grupos, Alimentação e Bebidas apresentou a maior variação (14,09%) e o maior impacto (2,73 p. p.) sobre o IPCA acumulado do ano, encerrando 2020 com a maior variação acumulada no ano desde dezembro de 2002 (19,47%).

 

O resultado veio um pouco acima do esperado. Os analistas do mercado financeiro estimavam uma inflação de 4,37% em 2020, segundo a última pesquisa Focus do Banco Central.

 

Em 2019, o IPCA foi de 4,31%, ficando também acima do centro da meta para o ano, que era de 4,25%.

.

Habitação tem maior variação e impacto em dezembro

Todos os grupos pesquisados tiveram alta em dezembro, com destaque para Habitação, que apresentou o maior impacto (0,45 p. p.) e a maior variação (2,88%) no índice do mês, acelerando frente a novembro (0,44%). A segunda maior contribuição (0,36 p. p.) veio de Alimentação e bebidas, com alta de 1,74%. Na sequência, vieram os Transportes (0,27 p. p.), cuja variação de 1,36% ficou próxima à do mês anterior (1,33%). Juntos, os três grupos mencionados representaram 80% do impacto total de dezembro. Os demais grupos ficaram entre o 0,39% de Comunicação e o 1,76% de Artigos de residência.

 

IPCA – Variação e Impacto por grupos – mensal
Grupo Variação (%) Impacto (p.p.)
Novembro Dezembro Novembro Dezembro
Índice Geral 0,89 1,35 0,89 1,35
Alimentação e Bebidas 2,54 1,74 0,53 0,36
Habitação 0,44 2,88 0,07 0,45
Artigos de Residência 0,86 1,76 0,03 0,07
Vestuário 0,07 0,59 0,00 0,03
Transportes 1,33 1,36 0,26 0,27
Saúde e Cuidados Pessoais -0,13 0,40 -0,02 0,05
Despesas Pessoais 0,01 0,65 0,00 0,07
Educação -0,02 0,48 0,00 0,03
Comunicação 0,29 0,39 0,02 0,02
Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Índices de Preços

 

No ano, o grande vilão da alta nos preços foi a alimentação, que subiu 14,09%. Em 2019 já havia subido 6,37%.

 

IPCA – Variação e Impacto por grupos – no ano
Grupo Variação (%) Impacto (p.p.)
2019 2020 2019 2020
Índice Geral 4,31 4,52 4,31 4,52
Alimentação e Bebidas 6,37 14,09 1,57 2,73
Habitação 3,90 5,25 0,62 0,82
Artigos de Residência -0,36 6,00 -0,01 0,23
Vestuário 0,74 -1,13 0,04 -0,05
Transportes 3,57 1,03 0,66 0,21
Saúde e Cuidados Pessoais 5,41 1,50 0,65 0,20
Despesas Pessoais 4,67 1,03 0,51 0,11
Educação 4,75 1,13 0,23 0,07
Comunicação 1,07 3,42 0,04 0,20
Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Índices de Preços

 

IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980, se refere às famílias com rendimento monetário de 1 a 40 salários mínimos, qualquer que seja a fonte, e abrange dez regiões metropolitanas, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e Brasília. Para o cálculo do índice do mês, foram comparados os preços coletados entre 28 de novembro e 29 de dezembro de 2020 (referência) com os vigentes entre 28 de outubro e 27 de novembro de 2020 (base).

 

INPC de dezembro sobe 1,46% e acumula alta de 5,45% em 2020

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor – INPC de dezembro subiu 1,46%, acima dos 0,95% registrados em novembro. Essa é a maior variação mensal desde janeiro de 2016 (1,51%) e a maior variação para um mês de dezembro desde 2002, (2,70%). Em dezembro de 2019, a taxa foi de 1,22%.

 

O INPC é calculado pelo IBGE desde 1979, e que serve de base para o reajuste do salário mínimo,  se refere às famílias com rendimento monetário de 01 a 05 salários mínimos, sendo o chefe assalariado, e abrange dez regiões metropolitanas, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e de Brasília. Para o cálculo do índice do mês, foram comparados os preços coletados entre 28 de novembro e 29 de dezembro de 2020 (referência) com os preços vigentes entre 28 de outubro e 27 de novembro de 2020 (base).

 

Esta entrada foi publicada em Notícias & Comentários. Adicione o link permanente aos seus favoritos.