Vendas reais no varejo brasileiro despencam 36,5% em abril, aponta indicador

<

vendas a varejo 20_05_20As vendas no varejo brasileiro recuaram 36,5% em abril ante o mesmo período do ano anterior, descontando a inflação, mostrou nesta segunda-feira (18) o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA), que acompanha o desempenho de 1,5 milhão de varejistas credenciados à empresa de meios de pagamentos.

 

“É o resultado mais negativo apurado pelo índice desde sua criação em janeiro de 2014”, afirmou a Cielo, que ainda citou um efeito calendário levemente positivo para abril de 2020 – o ICVA deflacionado com ajuste de calendário caiu 37,1%.

 

Em março, as vendas do varejo brasileiro tiveram queda de 2,5%, segundo os dados oficiais divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

Em termos nominais, que espelham a receita de vendas observadas pelo varejista, o ICVA recuou 35,4%.

 

“Diferente de março, quando as vendas sofreram um baque apenas nas duas últimas semanas, o mês de abril foi afetado pelo Covid-19 em seus 30 dias”, citou Gabriel Mariotto, diretor de Inteligência da Cielo.

 

“Com exceção de Supermercados e Hipermercados e Veterinárias e Petshops, todos os setores apresentaram quedas nas vendas, com alguns inclusive chegando a quedas de 80%”, acrescentou.

 

Esta entrada foi publicada em Notícias & Comentários. Adicione o link permanente aos seus favoritos.